Esclerose Múltipla

É uma doença autoimune em que células imunológicas de defensa atacam partes do cérebro, nervos ópticos e medula. Acomete pessoas jovens, em geral entre 20 e 50 anos, na sua maioria mulheres.

Sintomas mais comuns:

–  Perda visual súbita com duração de mais de 24 horas
–  Fraqueza súbita nas pernas
–  Perda do equilíbrio e da coordenação motora
–  Perda do controle da urina
–  Visão dupla de instalação súbita
–  Os sintomas acima geralmente se instalam na forma de surtos. Sintomas crônicos como fadiga e comprometimento de memória também podem ocorrer

Diagnóstico:

Através da clínica e exames complementares, como a ressonância magnética e o exame do líquor (LCR)

Tratamento:

Várias drogas modificam a história natural da doença alterando o funcionamento do sistema imunológico, diminuindo a intensidade com que os linfócitos atacam o SNC. Estas medicações são usadas de forma contínua, algumas são injetáveis e outras orais. Tais medicamentos melhoram o prognóstico, reduzindo os surtos e adiando a instalação de sequelas neurológicas. Novos medicamentos vêm sendo testados visando um controle ainda melhor da doença.